Nossa Missão:

Assistência à infância, Adolescência, juventude e idosa nas áreas de educação, cultura, esporte, saúde, habitação, meio ambiente, lazer e Jurídica na Defesa dos Direitos Humanos.

Sonhar e Acontecer

PARCEIROS

Doe seu cupom

login

Ailton Camilo

A relação do mesmo começou com a Dona Geralda quando já tinha 15 anos. Ela o solicitou para ajudá-la a fazer compras, pois Ailton era Office boy do CCA Padre Moreira. Desde então começou uma amizade, passou a freqüentar a casa dela, conheceu os filhos, todas as vezes que esteve na casa da mesma se sentia como se fosse da família.


De acordo com Ailton é difícil encontrar uma palavra que possa definir Dona Geralda na sua vida, pois a sua mãe faleceu em 1993, e em 1994 entrou no núcleo, e por coincidência exatamente esse mês de abril faz 17 anos que está na Associação Padre Moreira. Naquele momento ele não tinha estrutura familiar, e se não tivesse esse contato seria mais uma vitima do sistema.


Sempre viu Dona Geralda como uma pessoa divina, uma pessoa muito atual, preocupada com os interesses coletivos, bem estar das pessoas. Ailton relata que um fato marcante na relação com dona Geralda foi o seguinte: que como freqüentava muito a casa dela, ela o pediu para comprar um pacote de arroz para doar, como era para doação ele comprou o pacote mais barato, ela lhe deu uma bronca, falando que aquele arroz era ruim, Ailton ainda questionou que era para doar, ela o respondeu que o que não servia para ela, não servia para os outros. Isso o faz refletir até hoje no seu trabalho, pois já que está trabalhando para promoção dos direitos humanos que o faz com qualidade. Outro fato foi quando foram visitar o prédio da CEI São Francisco, era visível a emoção que ela sentia, da vontade de se conveniar com uma creche para atender aquelas crianças.


Poema criado por Ailton, onde de acordo com o mesmo representa a Dona Geralda em sua vida.


MULHER BRASILEIRA

Nascida do ventre de uma santa

Destes a luz a humanidade

Mulher branca, negra, mulata ou loira

Mulher magra ou gorda

Atriz ou cantora

Do lar ou da vida

Mulher do mato ou da cidade

Mulher daqui ou de lá

Tu és a luz que ilumina esse planeta

Tu embelezas nossa vida

Nos faz amar, nos faz chorar

Tudo pelo encanto de seu amor

De suas virtudes, ganharam o mundo

Ganharam o homem

Ganharam a si

Ganharam o seu...

Seu espaço, seu lugar na sociedade

Mulheres de luta

Mulheres de nobreza

Mulheres de pobreza

Não importa sua origem

O que importa é que você existe

Aqui no Brasil e em todo lugar.



AILTON CAMILO

Março/2008



Entrevistas realizadas em 11/04/2011 por Juliana (CJ São Francisco e Damiana (CCA Carlos Marighela.